quinta-feira, 14 de julho de 2016

Publicações da Biblioteca Escolar

Ler e aprender, juntos para mais saber!

A leitura é imensurável

Pelo seu conteúdo e encanto
Para todos ato saudável
Que grande espanto
Quem escuta e lê
Aprende sem parar
Gosta de tudo o que vê
Ser feliz é onde quer chegar
Partilhar o saber ajuda o Aprender…
Entre muitas outras aprendizagens…

Jardim de Infância
S. Caetano
(2015/2016)



PNL …dá que pensar!






Algures vi a vassoura sossegar o livro que inquieto olhava o computador pensando: “Não te preocupes, pois já há muito tempo que inventaram o aspirador e eu continuo aqui.”
Pensei: reflexão simples, complexa, inquieta e pertinente. Nada melhor para iniciar uma breve reflexão em torno do Plano Nacional de Leitura (PNL).
“O PNL tem como objetivo central elevar os níveis de literacia dos portugueses e colocar o país a par dos nossos parceiros europeus”.
Criado em 2006 tem o seu término anunciado…será?
Na verdade a sua essência está em todo o contexto educativo que dá verdadeiro sentido às suas identidades (pessoal, familiar, social, profissional, …). O projeto do PNL envolve a comunidade escolar com alunos, professores, educadores, encarregados de educação, bibliotecas, … e foi criado “para melhorar as competências dos portugueses na leitura e na escrita e para incentivar os hábitos de leitura desde a primeira infância”.
Todos estamos conscientes que atualmente a leitura tem grandes concorrentes mas sabemos igualmente que construímos a nossa identidade na realização de várias leituras…leituras ativas…uma agitação constante onde a curiosidade se transforma em ações que se definem em preciosas aprendizagens, indispensáveis!
E neste âmbito o livro é talvez a base sustentável da própria existência de outros meios difusores literários e continua vivo no Jardins de Infância a par do computador, da revista, do Jornal, …tudo numa união que gera trabalho colaborativo, no coletivo possível, para que cada aluno aprenda a escrever e a ler (numa lógica educativa) mas sobretudo se desenvolva como um todo – o seu SER sendo autor/ator do seu próprio desenvolvimento. Mas o aluno integra uma sociedade hibrida e em constante mutação que lhe exige ser rápido, ágil e eficaz. Há que inovar!
O Jardim de Infância é um local privilegiado onde o incentivo está continuamente presente para que o efetivo desenvolvimento de cada individualidade seja concretizado.
Ser educador é estar comprometido nesta participação construtiva, a aprendizagem significativa para cada aluno. É criar encantamento estando continuamente encantada. E o Livro é um potencial por excelência.
Educar é trabalhoso, por isso cria uma imensidão de dinâmicas com o livro como por exemplo ao nível da leitura em “Vai e Vem”. Nesta abrem-se as portas dos diferentes intervenientes, em especial às famílias potenciando-se tempos de escuta, observação, diálogo,… porque sendo a leitura o mote principal, que em processo educativo sempre inacabado, cria produtos essenciais e bem representativos do que cada um é capaz, aprende e partilha. Um bom exemplo é quando cada aluno faz a requisição de um livro da Biblioteca do Jardim de Infância, o leva para casa durante um tempo determinado e o faz regressar com um trabalho criativo mensageiro do mais significativo para si. Isto é a integração de tempos, espaços e inovações – Um todo, sempre em movimento onde aprender a aprender gera competências para a vida, e onde o PNL se define adequado aos objetivos da Educação Pré-Escolar. Esta visa a integração dos alunos no ensino com sucesso. Afinal não é o objetivo máximo para todos os intervenientes: Sucesso Escolar!

A Representante do PNL do Departamento da Educação Pré-Escolar
Maria José Queirós